Itapoá (SC) – O Porto Itapoá tem um duplo motivo de comemoração: o aniversário de 9 anos de operação, completados nesta terça-feira, 16 de junho, e o resultado do balanço dos cinco primeiros meses de 2020.  O Terminal registrou um aumento de 11,3% no volume de contêineres movimentados em relação ao mesmo período de 2019. O destaque são as operações de importação e transbordo que tiveram crescimento de 7,4% e 53,6% respectivamente.

As exportações, que apresentavam números estáveis em relação a 2019, devem manter essa tendência, com uma possibilidade de crescimento para segmentos específicos, como reefer e setor madeireiro, que podem ganhar força em função do câmbio favorável.

Vale destacar que a superação dos números de 2019 é um grande desafio para o Porto Itapoá, bem como para todo o setor portuário brasileiro, seja pela reconfiguração do mercado devido à pandemia, seja em função da volatilidade dos mercados internacionais, notadamente atrelada ao impacto do dólar na precificação das transações comerciais.

Em 2019 o Porto Itapoá obteve um destaque especial, conquistando o patamar de terceiro maior terminal de contêineres do Brasil e o maior do Estado de Santa Catarina. A meta é superar o número de movimentações agora em 2020, visando manter essa colocação. Porém, o grande objetivo é contribuir o máximo possível para a retomada da produção industrial e da economia como um todo.

Nessa linha, um importante fator anunciado recentemente tende a elevar o valor agregado do Terminal junto aos seus clientes. No dia 30 de maio, a Marinha do Brasil ratificou os novos parâmetros operacionais para atracação de navios no Porto Itapoá que, a partir de agora, poderá receber embarcações de até 350 metros de comprimento.

O Porto Itapoá, localizado na Baía da Babitonga, já era um dos portos capazes de operar os grandes navios que atuavam na costa brasileira. Com essa oficialização por parte da Marinha do Brasil, a expectativa é que o mercado internacional de porta-contêineres inicie o envio dessas embarcações ao Brasil.

Porto Itapoá recebe grandes navios

Em junho de 2011, quando o Porto Itapoá iniciou suas operações, os maiores navios que chegavam ao Brasil eram os Super-Post-Panamax, com aproximadamente 300 metros de comprimento. Essas embarcações, desde então, contemplam Itapoá dentro de suas escalas prioritárias e, ano após ano, as dimensões dos navios com permissão para operarem no País vem sendo acrescidas.

Navios com dimensões acima de 330 metros já tem sido uma realidade no Porto Itapoá desde 2017 (https://www.youtube.com/watch?v=LuXYRZaziHo).

Confirmando essa marca conquistada pelo Terminal e, surgindo no horizonte a tendência para que embarcações de até 350 metros entrem em operação no País, a autorização Marinha do Brasil para manobras de navios com essas dimensões para a operação no Porto Itapoá foi muito bem recebida.

Fator importante para o sucesso do Terminal nesses poucos anos de operação certamente está relacionado a sua localização estratégica na Baía da Babitonga, considerada um dos grandes ativos portuários do País e um dos estuários que menos demanda investimentos públicos para a manutenção de suas condições de navegabilidade.

A Baía da Babitonga possui uma profundidade natural que, em algumas áreas do canal passam de 21 metros. Atualmente, está em andamento o projeto de adequação do canal de acesso, que prevê o aprofundamento de 14 para 16 metros e a atenuação do grau da referida curva, permitindo o acesso à Baía de forma mais ágil e segura.

Pelas características proporcionadas pela Baía da Babitonga, somadas a infraestrutura da empresa, o Porto Itapoá continua a ser um dos portos presentes na programação dos principais armadores e seus big vessels.

 

Fonte: Comex do Brasil.

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

vivapixelToten Propaganda